2ª VIAconta água
Home do Site SAAE Pedreira

Setor Operacional

(19) 3853-3105

(19) 3852-3508

Setor Administrativo

(19) 3852-4653

(19) 3852-4654

Resumo

Atualização do Portal

01/12/20 23:00h

NOTÍCIAS & OBRAS

Atento à disponibilidade hídrica nas Bacias PCJ durante a estiagem, Consócio divulga documento para ampliar aproveitamento de água de chuva

quinta, 25 de junho de 2020

O Consórcio PCJ iniciou, na última semana, o envio aos municípios e empresas associados à entidade, entre eles Pedreira, documento contendo marcos legais para o aproveitamento de água de chuva, com o objetivo de fomentar a implantação de sistemas e obras para a ampliação da oferta hídrica. Essas ações se mostram propícias para serem iniciadas durante o período de estiagem, para se preparar para armazenar a água do próximo período chuvoso, previsto para iniciar no mês de outubro.

A busca por soluções ambientalmente vantajosas e viáveis para garantir a ampliação da disponibilidade hídrica tem sido um verdadeiro desafio para os municípios localizados nas Bacias PCJ. Com índices de disponibilidade hídrica bastante limitados, a bacia é responsável por garantir o abastecimento de água para mais de 5,7 milhões de habitantes da região e de outros 9 milhões de habitantes da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), o que exige do sistema de gerenciamento de recursos hídricos planos alternativos de contingenciamento em caso de agravamento de estiagens.

Dos 76 municípios que compõem a Região Hidrográfica do Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), apenas 32 são abastecidos por rios que recebem vazões adicionais liberadas pelo Sistema Cantareira. A maioria das demais cidades não possuem um sistema de reserva estratégica ficando na dependência de captações a fio d’água local e, consequentemente, são mais suscetíveis a sofrerem problemas de abastecimento e falta de água em épocas de estiagem como a que a região enfrenta atualmente com a chegada do “período seco”.

O documento enviado pelo Consórcio PCJ aos associados é intitulado “Compilado Legal sobre Incentivo ao Aproveitamento de Águas Pluviais” e contém uma série de sugestões de leis voltadas para ações nesse sentido, além de exemplos de projetos já implantados. O objetivo do Consórcio é estimular o planejamento de atividades e projetos para preparar municípios e empresas para a estiagem do próximo ano com a ampliação da capacidade de reservação de água das Bacias PCJ.

O Consórcio PCJ recomenda ainda aos associados investimentos na implantação de reservatórios em residências e até mesmo em empreendimentos industriais e comerciais para captação, armazenamento e reutilização de água de chuva. O recurso armazenado poderá ser utilizado em períodos de estiagem para descargas de sanitários, lavagens de pátios e irrigação de jardins, nas plantas industriais e centros comerciais e para fins domésticos (jardins, lavagem de carros e quintais) como forma de reduzir o consumo de água potável em usos menos nobres, já que tais atividades não demandam este tipo de recurso.

Outra sugestão apontada pela entidade é o investimento na manutenção de áreas permeáveis nos lotes urbanos. A existência de áreas verdes nas construções permitirá maior infiltração da água no solo e, consequentemente, a recarga do lençol freático. A ampliação da permeabilidade do solo auxiliará, principalmente, os 44 municípios que não são atendidos pelo Sistema Cantareira.

As iniciativas propostas pelo documento estão em consonância com a meta número 27, que trata do aproveitamento de água pluvial para atividades menos nobres, do projeto “Metas para a Sustentabilidade Hídrica Futura frente aos Desafios Climáticos (MSHF)”, realizado pelo Consórcio PCJ.

Para o secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahóz, “a sustentabilidade hídrica de uma região crítica como as Bacias PCJ somente será alcançada com uma somatória de iniciativas e ações complementares que irão, inclusive, garantir o atingimento a universalização do saneamento, uma excelente resposta preventiva para pandemias como a da COVID 19”.

Lahóz ainda completa que “o ideal seria todos os municípios das Bacias PCJ possuírem um reservatório de água bruta para usos múltiplos, garantindo a sua própria sustentabilidade hídrica, mesmo que por um período, enquanto os demais suprimentos viriam de água acumulada em cisternas ou da recarga do lençol freático e consequente revitalização de nascentes, ampliando as vazões dos rios e a oferta hídrica”.

O documento foi enviado aos associados da entidade e está disponível para acesso no site do Consórcio PCJ, em “Biblioteca Digital” – www.agua.org.br/biblioteca.

 

DICOM – DEPARTAMENTO DE IMPRENSA E COMUNICAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PEDREIRA-SP

Comente e participe:


 

 

 

   Categorias

  Notícias

  Obras

   Arquivo

  2020
JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL NOV

 

  2019
FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV JAN DEZ

 

  2018
FEV MAR ABR JUL AGO SET JUN OUT NOV DEZ MAI JAN

 

  2017
FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV JAN DEZ

 

  2016
JAN FEV MAR ABR MAI DEZ JUN OUT NOV

 

  2015
DEZ FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV JAN

 

  2014
JAN MAR ABR AGO SET JUL OUT MAI NOV DEZ

 

  2013
JAN FEV MAR ABR JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ

 

  2012
JAN FEV MAR ABR MAI JUL OUT NOV

 

  2011
DEZ AGO NOV SET OUT

 

DIGITE SEU E-MAIL E RECEBA NOVIDADES!
OK